Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Carteira de Vacinação
Início do conteúdo da página

Certificado Internacional de Vacinação

  • Última atualização em Quarta, 03 de Março de 2021, 14h03
  • Acessos: 3361

Certificado Internacional de Vacinação:

" Atenção: é necessário aguardar até 10 dias úteis para receber o resultado de sua solicitação do CIVP."

 Anvisa

Para solicitar o certificado os usuários deverão acessar o site da anvisa através dos links

https://civnet.anvisa.gov.br/cadastroViajante?33 (link para cadastro)

http://gov.br/login (link para impressão)


Ao entrar no site, o usuário precisa fazer um cadastro preenchendo o formulário de solicitação, posteriormente o sistema irá enviar um e-mail automatico (não responder esse e-mail), a documentação necessária comum para todos os casos são:

  • CPF
  • Imagem digitalizada do comprovante de vacinação que contenha:

    • Dados pessoais (nome e data de nascimento)
    • Data de vacinação e lote completo e legível da vacina.
    • Assinatura do profissional que realizou a vacinação.
    • Identificação e carimbo da unidade de saúde onde você tomou a vacina.
Segunda via do comprovante de vacinação
  • Se o seu comprovante não possui todas essas informações ou se você perdeu sua carteira de vacinação, você deve ir na Unidade Básica de Saúde onde tomou a vacina e solicitar a segunda via.

     

    Receber o Certificado

    Você vai receber o Certificado por e-mail, para imprimir em casa em até 10 dias úteis. O Certificado tem assinatura eletrônica do servidor da Anvisa. Assine o seu Certificado logo após a impressão. 

    Você poderá reimprimir sempre que quiser. Para isso, acesse sua conta no gov.br. Na área “Minhas solicitações”, busque por "Concluídas", clique em "Ver" e imprima o Certificado.

O Sistema de cadastro e agendamento funciona melhor no navegador Internet Explorer. Se houver dificuldades para concluir o cadastro ou problemas de senha, é possível entrar em contato pelo 0800 642 9782 para auxílio.

A vacina para Febre Amarela é disponibilizada durante todo o ano pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Londrina, nos horários regulares de funcionamento. A orientação para os viajantes que não podem receber a vacinação contra febre amarela, por algum motivo de contraindicação, é que procurem um profissional médico para avaliação clínica do risco benefício da vacinação.

Caso o médico mantenha a contraindicação, é necessário informar sobre a viagem e solicitar um atestado de isenção de vacinação em inglês ou francês. A Anvisa disponibiliza modelo de atestado de isenção. Outros modelos poderão ser utilizados, desde que contenham as mesmas informações.

Contraindicações – A vacina da febre amarela é contraindicada para os seguintes grupos: menores de 9 meses; maiores de 60 anos; pacientes com imunodeficiência primária ou adquirida; indivíduos com imunossupressão secundária à doença ou terapias; imunossupressoras (quimioterapia, radioterapia, corticoides em doses elevadas); pacientes em uso de medicações anti-metabólicas ou medicamentos modificadores do curso da   doença (Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Ritoximabe); transplantados e pacientes com doença oncológica em quimioterapia; indivíduos que apresentaram reação de hipersensibilidade grave ou doença neurológica após dose prévia da vacina; indivíduos com reação alérgica grave ao ovo.

registrado em:
Fim do conteúdo da página