Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > SAMU
Início do conteúdo da página

SAMU 192

Última atualização em Quarta, 17 de Fevereiro de 2021, 16h00 | Acessos: 3536

Índice de Artigos

SAMU

O SAMU Londrina foi inaugurado no dia 20/09/2004 composto pela Central de Regulação de Urgência 192 e Unidades Móveis de Atendimento do Suporte Básico e Avançado de Vida, conforme determinação do médico regulador. No ano de 2012 ocorreu a Regionalização da Central de Regulação de Urgência se tornando o Complexo Regulador de Urgência – SAMU Regional Londrina 192.

O SAMU 192 Regional Londrina é  responsável por ordenar os atendimentos de urgência e emergência, por meio do acionamento e intervenção das Centrais de Regulação Médica de Urgências; realiza  estabilização e referencia os pacientes graves dentro do SUS  com acolhimento e atenção qualificada. Abrange um escopo regional, contemplando cerca de 970.000 habitantes, segundo dados do Sistema de Apoio à Implementação de Políticas em Saúde (SAIPS), distribuídos entre os 21 municípios da 17ª Regional de Saúde do Estado do Paraná. O SAMU conta com quinze Unidades de Suporte Básico de Vida, quatro Unidades de Suporte Avançado de Vida e 1 Unidade Aeromédica de asa rotativa.

A Central de Regulação Médica de Urgências 192 atende chamadas dos 21 municípios compostos na regionalização do serviço:

Alvorada do Sul
Assaí 
Bela Vista do Paraíso - 1 unidade de Suporte Básico de Vida
Cafeara
Cambé - 2 unidade de Suporte Básico de Vida
Centenário do Sul - 1 unidade de Suporte Básico de Vida
Florestópolis 
Guaraci 
Ibiporã - 1 unidade de Suporte Básico de Vida
Jaguapitã 
Jataizinho 
Londrina – 15 unidades de Suporte Avançado de Vida, 4 unidades de Suporte Básico de Vida, e 1 equipe areomédico
Lupionópolis 
Miraselva 
Pitangueiras 
Porecatu 
Prado Ferreira 
Primeiro de Maio - 1 unidade de Suporte Básico de Vida
Rolândia - 1 unidade de Suporte Básico de Vida e 1 unidade de Suporte Avançado de Vida
Sertanópolis - 1 unidade de Suporte Básico de Vida
Tamarana - 1 unidade de Suporte Básico de Vida

Quando chamar o SAMU 192

O atendimento do SAMU 192 começa a partir do chamado telefônico, quando são prestadas orientações sobre as primeiras ações. A ligação é gratuita, para telefones fixo e móvel. Os técnicos do atendimento telefônico que identificam a emergência e coletam aas primeiras informações sobre as vítimas e sua localização (identificação, queixa e endereço). Em seguida, as chamadas são remetidas ao Médico Regulador, que presta orientações de socorro às vítimas e aciona as ambulâncias quando neccessário.

As ambulâncias do SAMU 192 são distribuídas estrategicamente, de modo a otimizar o tempo-resposta entre os chamados da população e o encaminhamento aos serviços hospitalares de referência. A proridade é prestar o atendimento à vítima no menor tempo possível, inclusive com o envio de médicos conforme a gravidade do caso. As unidades móveis podem ser ambulância de suporte básico ou avançadode vida ou aeromédico, conforme a disponibilidade e necessidade de cada situação, sempre no intuito de garantir a maior abrangência possível.

Veja quando chamar o SAMU 192

  • Na ocorrência de problemas cardio-respiratórios;
  • Intoxicação exógena e envenenamento;
  • Queimaduras graves;
  • Na ocorrência de maus tratos;
  • Trabalhos de parto em que haja risco de morte da mãe ou do feto;
  • Em tentativas de suicídio;
  • Crises hipertensivas e dores no peito de aparecimento súbito;
  • Quando houver acidentes/traumas com vítimas;
  • Afogamentos;
  • Choque elétrico;
  • Acidentes com produtos perigosos;
  • Suspeita de infarto ou AVC (alteração súbita na fala, perda de força em um lado do corpoe desvio da comissura labial são os sintomas mais comuns);
  • Agressão por arma de fogo ou arma branca;
  • Soterramento, desabamento;
  • Crises convulsivas;
  • Transferência inter-hospitalar de doentes graves;
  • Outras situações consideradas de urgência ou emergência , com risco de morte, sequela ou sofrimento intenso.
     

Quando não chamar o SAMU 192

  • Febre prolongada;
  • Dores crônicas;
  • Vômito e diarreia;
  • Levar pacientes para consulta médica ou para realizar exames;
  • Transporte de óbito;
  • Dor de dente;
  • Transferência sem regulação médica prévia;
  • Trocas de sonda;
  • Corte com pouco sangramento;
  • Entorses;
  • Cólicas renais;
  • Transportes inter-hospitalares de pacientes de convênio;
  • Todas as demais situações onde não se caracterize urgência ou emergência médica;

Nestes casos e em todos os casos sem caracterização de urgência ou emergência, o paciente poderá ser encaminhado ao posto de saúde ou então à unidade de pronto atendimento (UPA) mais próxima.

Dicas para quem ligar para o SAMU 192

  • Verifique a quantidade de vítimas, o estado de consciência delas e se alguma delas está presa às ferragens;
  • Ligue para o 192 e siga as orientações do Médico Regulador;
  • Sinalize as vias com triângulo de sinalização ou galhos de árvore;
  • Em casos de acidente com moto: não toque nas vítimas e não retire o capacete;
  • Não dê água ao acidentado.

                                                                                                                                            Fonte: Ministério da Saúde

 

Sede Administrativa - Central de Regulação 192
Rua Piauí, 75 - Centro CEP: 86020-390

Telefone: 3375-3532

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Base Descentralizada/ambulâncias
Rua Dib Libos, nº 80, Bairro Boa Vista. CEP 86039-010

Coordenação Administrativa: Allan Gehring

Coordenação de Enfermagem: Izilda Aparecida dos Santos Fróis

Coordenação Médica: Marcus Felipe Pinto Guanaes

registrado em:
Fim do conteúdo da página